Soma vetorial

Muitas vezes precisamos somar dois ou mais vetores, por exemplo, imagine um barco cujo motor lhe imprime uma velocidade VB, num rio em que a correnteza tem velocidade VC.

A velocidade resultante VR do barco para um observador que está parado nas margens do rio será a combinação (soma) das duas velocidades, 






1. Soma de vetores com mesma direção
Dados os vetores,



Imagine que precisamos realizar a seguinte soma vetorial:

Para vetores que têm a mesma direção, basta trocar a equação vetorial pela algébrica, onde consideramos apenas as intensidades dos vetores. Obviamente o vetor resultante tem a mesma direção, e o sinal do resultado indica o sentido do vetor resultante.


Assim, o vetor resultante R tem a mesma direção de A e B, e é:



Nesta outra soma,







Teremos:


Assim o vetor resultante T, é:

Para terminarmos, se somarmos os vetores A e D,


Teremos:


Nesse caso dizemos que o vetor resultante é o vetor nulo.



Lembre-se! O resultado de uma operação vetorial é um VETOR!

O que vimos aqui para a soma, também vale para a subtração entre vetores.

Clique aqui para continuar.